SUSANE VIDAL


Jornalista, escritora, professora universitária e mestre de cerimônia.

02
jan
2016

O que virá, que venha

Nenhum Comentário

O que esperar dessa época em que, praticamente, todo mundo espera alguma coisa? A chegada de um ano novo traz consigo a renovação da esperança por dias melhores, pessoas melhores, tudo melhor, não é mesmo? Porém, nem sempre a vida segue o rumo dos nossos desejos. Por isso, a criatividade é essencial para saber lidar com as situações possíveis.

Muita gente aproveita para lançar desafios, assumir compromissos e traçar metas. Não podemos esquecer também dos que fazem reflexão para alinhar as conquistas do ano anterior e, quem sabe, refazer os planos para conseguir realizar no ano que está apenas começando. É tempo de mudança, de fazer e acontecer. Não podemos viver apenas de projeções. Quantas muitas vezes não nos aventuramos no presente e com ele desenhamos nossos momentos?


23
ago
2013

Minicurso no Ensecom 17

7 Comentários

image

Esta semana tive uma experiência bacana e gostaria de compartilhar com vocês. Fui convidada para dar um minicurso de Apresentação de Telejornal no Encontro Sergipano de Comunicação, promovido pelo Curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Universidade Tiradentes.


24
fev
2013

Vagarosamente lento

5 Comentários

Vamos combinar... ser ágil, prático e eficiente, nessa ordem ou com esses atributos não é para todo mundo. Muitas vezes, o eficiente precisa de muito tempo para tornar esta habilidade visível. Em muitos casos, nos deparamos com pessoas que são rápidas no cumprimento de tarefas e compromissos, mas essa tal agilidade implica no resultado e deixa a desejar no quesito eficácia.

Somos seres humanos e, como tais, compartilhamos um poço de diferenças e são nessas diferenças, que encontramos a beleza da diversidade. Porém, o senso de compreensão perde a graça quando a gente precisa que o outro entre no ritmo, pegue no "tranco", mostre a que veio, demonstre agilidade. Como disse Cazuza e ainda ecoa nos dias de hoje... "O tempo não pára".

Definitivamente, cada um tem um ritmo e muitos não estão nem um pouco preocupados em mudar essa realidade. Contudo, diante das novas tecnologias de informação, há que se permitir observar quando, como e onde deve-se ousar e intuir que é hora de mudar. Não, não me refiro às mudanças estratosféricas, mas as coisas simples, como aprender a usar o computador devidamente para facilitar e, principalmente, agilizar o trabalho.


09
fev
2013

100% IN

2 Comentários

Para falar do IN, não posso deixar de citar Off. Ele é tão importante e essencial quanto o primeiro. Bem, graças à globalização, certamente, hoje, um número bem maior de pessoas conhece o significado dessas duas palavras, pelo menos entende o que elas representam.

No mínimo, quem for um pouquinho curioso já deve ter notado a existência delas no controle remoto de TV, DVD, decodificadores e similares. Ainda assim, a metodologia professoral me inquieta para uma breve e suscita explicação... Pois bem, IN significa ligado, ativo, enquanto Off é justamente o  contrário... Desligado, desativado.

Esse estado de ociosidade , por certo, é essencial a todo e qualquer ser humano. Detalhe: não estou me referindo ao período de férias e sim, de uma pausa na rotina diária. Aliás, deveria ser regra...a cada quatro meses trabalhados, uma folga de uma semana não seria nada mal, hein? Se, após esse devaneio, sair abaixo-assinado, pode, contar com minha assinatura.  Rsrs.