SUSANE VIDAL


Jornalista, escritora, professora universitária e mestre de cerimônia.

23
abr
2016

Amigo do leitor

3 Comentários

img_999x556$2015_04_22_19_51_12_117905

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Livro. É um daqueles dias em que você pode homenagear o aniversariante no seu cantinho predileto e direcionar toda atenção ao amigo que está ao seu lado, mesmo quando você o deixa de escanteio. Ele entende e o espera sempre cheio de valiosas surpresas.

E quando você está disposto e o trata com atenção especial, ele lhe presenteia com histórias curiosas e descobertas incríveis. A leitura é uma das atividades que nos enriquece porque exercita nosso cérebro, tornando-nos díspares em meio ao pensamento comum. Então, assim que puder leia. Leia sempre!


20
abr
2016

O que mudar no corpo

2 Comentários

Da série: como muitas vezes as crianças e os idosos nos ensinam a viver melhor, desprovidos de (pré) conceitos.

Como seria bem melhor se pudéssemos enxergar em nossas "imperfeições" características que nos diferem dos demais e nos tornam únicos. Geralmente somos muito exigentes e perdemos um tempo precioso tentando modificar aquilo que nos representa.


13
abr
2016

Olhar de criança

1 Comentário

Compartilho esse vídeo porque achei muito interessante a maneira simples como a criança enxerga a vida. Claro, é da natureza pueril da criança entender o que realmente importa livre de todo e qualquer tipo de (pre) conceito. A reação dos adultos é compreensível. Se eles continuassem com a imitação na hora em que a criança com necessidades especiais apareceu no vídeo qual seria a reação da maioria? Total desconforto.

Ainda que eles estivessem apenas se esforçando para reproduzir a brincadeira, possivelmente muita gente não compreenderia. E eles poderiam até ser hostilizados. Essas mensagens servem para uma boa discussão sobre o que assimilamos de informações, parâmetros, valores e até que ponto estamos dispostos a transpor barreiras em nome do amor ao próximo.


06
abr
2016

Com quem você quer jantar?

3 Comentários

Depois de ver esse vídeo, falar mais o que, não é mesmo? O que realmente importa está bem diante de nossos olhos e nada escapa da pureza infantil tão ingênua, tão simples e reveladora. O sentimento de vergonha dos pais diante da resposta dos filhos é perceptível. A pergunta é: por quê quando crescemos, nos deixamos invadir, influenciar por aqueles que julgamos ser importantes?