SUSANE VIDAL


Jornalista, escritora, professora universitária e mestre de cerimônia.

16
jun
2014

Os segredos da Loba

2 Comentários

Para comemorar a chegada dos meus 40 anos, lembrei-me desse texto escrito pelo saudoso jornalista Cleomar Brandi, que tive a honra de conhecer e de ler antes mesmo de sua publicação. De imediato, falei para ele que havia amado o texto e que esperava chegar à idade da loba com um pouco do reflexo de "Os segredos da Loba".

“Estou na fase da loba, me sinto plena de mim”. Como um cochicho, a frase chegou aos meus ouvidos, quase um sussurro entre um uísque e outro, na festa de aniversário de um amigo, numa dessas noites. Conversávamos, algumas pessoas na mesa e a noite ia adiantada. Na hora em que a frase visitou a esquina da minha orelha foi como o estalo de um chicote determinado, um certo calor na voz mas, em seu bojo, havia a segurança de uma mulher que sentia a necessidade de falar aquela frase, como um anúncio de que havia perigo no ar, que o frisson que visitara meu cangote era gerado de uma fonte onde havia turbilhões de energia vulcânica em suspensão, lavas magmáticas de paixões incandescentes que podiam aflorar num piscar de olhos.

Com um giro lento de cabeça, ousei encarar a face da loba que resolvera chegar ao começo da madrugada uivando baixo e trazendo-me uma certa perplexidade gerada por aquela voz quente, rasgo de noturno verão, cheiro de doce perigo no ar.